Colhendo os Frutos

Este ano a Educação Infantil completa 80 anos de sua implementação na cidade de São Paulo.

A Prefeitura, junto à Secretaria Municipal de Educação organizaram um grande evento para festejar esta data tão importante:

 “Congresso Comemorativo dos 80 anos da educação Infantil Paulistana”

A organização do Congresso preparou uma seleção entre todas as escolas da rede pública: direta  e indireta (CEIs conveniados), buscando boas práticas no trabalho pedagógico realizado junto às crianças.

Foi com grande alegria e emoção que recebemos a notícia de que fomos selecionados para apresentar parte de nosso Projeto.

Apresentaremos o que denominamos“Núcleos Coletivos para o Parque”, uma forma de organização do cotidiano, onde são oferecidas às crianças atividades divididas por temas, no parque, por longos períodos de duração (até duas horas).

Os Núcleos preveem que as atividades educativas  sejam coletivas, pois, crianças de diferentes faixas etárias convivem. Neste momento, as educadoras são responsáveis por todos e não apenas pelo seu grupo etário de referência.

As crianças podem escolher de qual atividade desejam participar e por quanto tempo, tendo total autonomia de escolha, podendo dirigir-se ao seu real interesse.

Os benefícios

Já nos primeiros meses da implementação desta nova forma de organização do cotidiano, as professoras passaram a comentar naturalmente a respeito das mudanças.

As crianças já não brigavam tanto, não fugiam da sala no momento das  atividades  e se machucavam menos.

As  mordidas, muito frequentes na faixa etária de 1, 2 a 3 anos, também haviam diminuído bastante. Neste primeiro ano de nossa atuação, contamos apenas o caso de um mordedor freqüente no segundo semestre, um bebê de B1.

Em 2007, as mordidas apareceram também com freqüência reduzida, casos  isolados, em B1, B2 e primeiro estágio.

O grupo de crianças com dificuldades na adaptação, ou seja, extremamente retraídas e que chegam até a poder parar de brincar,  ficando sempre junto às educadoras , também chegou a perto de zero.

Estes resultados foram expressivos e também se estenderam ao grupo de professoras, que relataram se sentir mais próximas das crianças e mais tranqüilas, para a realização do trabalho.

A participação das crianças nas  atividades formais de aprendizagem se tornou mais proveitosa e significativa, já não havia mais “fugas”, as portas das salas podiam se manter abertas.

Foi interessante observar que esta simples forma de organização atravessou a escola, tocando diferentes instâncias.

Através do que foi vivido por nós e da potência do que pudemos observar, aprofundamos este trabalho, acompanhando suas implicações na possibilidade de desenvolvimento de nossas crianças e da Instituição.

São os Núcleos:

  1. Artes Intervenções e Materiais
  2. Histórias, poesias, parlendas, adivinhas e etc …
  3. Brincadeiras
  4. Corpo

Parabéns para TODOS!

Gostou da publicação? Deixe um comentário abaixo!

CEI Marina Villares da Silva Novaes

  • (11) 5939-2471

CEI Manoel Bispo dos Santos

  • (11) 5686-5642

Sede Grão da Vida

  • (11) 5523-6187

R. Dr. Olympio Carr Ribeiro, 18 – 04775 120 – Vila Califórnia – São Paulo – SP
CNPJ: 55.871.974/0001-32

Grão da Vida 2018. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Calhau Social.